COMPARTILHE

Html code here! Replace this with any non empty text and that's it.

Carvalho de Calvos
Carvalho de Calvos

Carvalho de Calvos

Carvalho de Calvos
Carvalho de Calvos

Esperávamos um carvalho-alvarinho (Quercus robur L.) monumental, não um parque construído em seu redor, tão natural que parecera de sempre. Mas a autarquia da Póvoa de Lanhoso não fez por menos: protegeu o seu monumento natural numa redoma idílica, onde nesta tarde crianças de um ATL brincam em actividades de férias organizadas pelo Centro Ambiental (CA) da Póvoa de Lanhoso, que tem a sua sede num edifício moderno, cheio de vidro, aqui.

Correm como se não houvesse amanhã sobre a erva (prado) impecavelmente aparada e não têm hesitações quanto a saltarem a pequena cerca que estabelece o perímetro de segurança do carvalho-alvarinho, que acompanha a projecção da copa e corresponde às suas raízes, cuja área não devia ser pisoteada. Afinal, trata-se de um exemplar referenciado como tendo 500 anos (o que já faz dele o mais antigo da Península Ibérica e o segundo da Europa), mas que um estudo posterior da Universidade de Coimbra datou em 700 anos.

A vetustez da árvore é perceptível claramente — as dimensões não enganam (29 metros de altura para 33,90 metros de diâmetro de copa), a cavidade é imensa e os ramos desdobram-se em ramos que se desdobram em mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here