Início Destinos Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

É uma das mais belas bibliotecas do país e nela pode ver livros com séculos de história num ambiente único. Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa.

2185
1
COMPARTILHE
Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa
Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

A Academia das Ciências de Lisboa inclui uma das mais importantes bibliotecas do País, resultante da reunião do seu próprio espólio ao da ‘Livraria’ do Convento de Jesus, da Ordem Terceira, após a extinção deste e subsequente outorga por D. Maria II (1834) do edifício e seu conteúdo à Academia. A ‘Livraria’ havia sido muito enriquecida, em parte para apoio de actividades da Aula Maynense, criada pelo Pe José Mayne em 1792 com apoios vários, com realce para Frei Manoel do Cenáculo, e já então em colaboração com a Academia.

Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa
Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

É rica de obras de carácter científico, por exemplo, de Kepler, Newton, Linné, Buffon, e muitos outros autores de nomeada. Eram utilizadas, especialmente para apoio das actividades docentes praticadas na Aula Maynense. Outras há de Filosofia, Teologia, incunábulos, manuscritos, periódicos, etc. Avultam as chamadas Série Vermelha (proveniente do Convento) e Série Azul. Além de documentação portuguesa, estão representadas muitas outras proveniências, sendo de realçar, pelo interesse crescente nos nossos dias, núcleos islâmicos e chineses, a par de obras espanholas e de outros países europeus. Uma das peças mais antigas é um pergaminho do início do séc. XII com uma doação da rainha D. Teresa e seu filho, D. Afonso Henriques. Várias datam desde o séc. XIV, mas há-as, muitas, mais recentes.

Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa
Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

Entre o Património de excepcional valia, que importa como primeira prioridade preservar e resguardar rigorosamente, conta-se a sumptuosa cópia, encomendada por D. Duarte reinando ainda D. João I, da CHRONICA GERAL DE HESPANHA DE 1344; o LIVRO DE HORAS da Condessa de Bertiandos, da primeira metade do séc. XVI; o MISSALde Estêvão Gonçalves Netto (1610-ca.1620), obra-prima da iluminura portuguesa; o LIVRO DAS ARMADAS,testemunho eloquente das navegações portuguesas, seus êxitos e dramas; o célebre ATLAS DE FERNÃO VAZ DOURADO, também do séc. XVI (porventura o primeiro a figurar o Japão); etc.

Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa
Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

Merece destaque o acervo de publicações seriadas, muitas delas de prestigiadas instituições estrangeiras, na maioria obtidas por permuta. A Academia das Ciências de Lisboa pertenceu ao elenco das que recebiam o Depósito Legal (até 2003), o que se tornou impossível por manifestas limitações de espaço, e de pessoal que assegurasse o tratamento subsequente.

Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa
Biblioteca da Academia de Ciências de Lisboa

Parte está instalada num imponente salão, hoje o Salão Nobre da Academia, que faz parte de um edifício erigido após o terramoto de 1755 e acrescentado ao Convento, entretanto reparado dos danos sofridos. Foi inaugurado em 1795 pelo Príncipe Regente e Esposa, D. Carlota Joaquina, representados em medalhão. São notáveis: a decoração das estantes, o conjunto de pinturas do tecto atribuídas a Pedro Alexandrino, a própria mesa da Presidência de madeira trabalhada e o friso de bustos de personalidades notáveis que domina o espaço. A Biblioteca dispõe de Sala de Leitura e ainda de outras instalações. Aberta a Académicos, Investigadores e ao público em geral, nos termos regulamentares, tem vindo a prestar inestimáveis serviços de apoio à investigação em domínios muito diversos. O espólio está devidamente catalogado e em grande parte informatizado. A digitalização vai progredindo na medida das possibilidades.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here