Início Destinos Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

É uma das mais belas bibliotecas do mundo e com a curiosidade de possuir guardiões muito especiais: morcegos! Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra.

4449
2
COMPARTILHE
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

O Palácio Nacional de Mafra possui uma das mais importantes bibliotecas portuguesas, a Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, com um valioso acervo de c. de 36.000 volumes, verdadeiro repositório do Saber. De destacar algumas obras raras como a colecção de incunábulos (obras impressas até 1500) ou a famosa “Crónica de Nuremberga” (1493), bem como diversas Bíblias ou a primeira Enciclopédia (conhecida como de Diderot et D’Alembert), os Livros de Horas iluminados do Séc. XV e ainda um importante núcleo de partituras musicais de autores portugueses e estrangeiros, como Marcos Portugal, J. de Sousa, João José Baldi, entre outros, especialmente escritas para o conjunto dos seis órgãos históricos da Basílica.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

A atestar a importância desta colecção, uma Bula concedida pelo Papa Bento XIV em 1754, para além de proibir sob pena de excomunhão, o desvio ou empréstimo de obras impressas ou manuscritas sem licença do Rei de Portugal, concede-lhe autorização para incluir no seu acervo os livros proibidos pelo Index.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

O maior tesouro de Mafra é a sua biblioteca, com chão em mármore, estantes em estilo rococó e uma colecção de mais de 36.000 livros com encadernações em couro gravadas a ouro, graças à acção da Ordem Franciscana, incluindo uma segunda edição de Os Lusíadas de Luís de Camões.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

Abrange áreas de estudo tão diversa como a medicina, farmácia, história, geografia e viagens, filosofia e teologia, direito canónico e direito civil, matemática, história natural, sermonária e literatura. Situada ao fundo do segundo piso é a estrela do palácio, rivalizando em grandiosidade com a Biblioteca da Abadia de Melk, na Áustria. Construída por Manuel Caetano de Sousa, tem 88 m de comprimento, 9.5 de largura e 13 de altura.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

O magnífico pavimento é revestido de mármore rosa, cinzento e branco. As estantes de madeira estilo rococó, situadas em duas filas laterais, separadas por um varandim contêm milhares de volumes encadernados em couro, testemunhando a extensão do conhecimento ocidental dos séculos XIV ao XIX. Entre eles muitas jóias bibliográficas, como incunábulos. Estes volumes magníficos foram encadernados na oficina local, também por Manuel Caetano de Sousa.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra
Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

A biblioteca de Mafra é também conhecida por acolher morcegos, que ajudam a preservar as obras. Os morcegos saem de noite de caixas que estão por baixo das estantes e, numa noite, cada morcego alimenta-se de cerca de 500 insectos, o equivalente à metade do seu peso.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here