Início Lugares Torre de Belém (Lisboa)

Torre de Belém (Lisboa)

É um dos mais emblemáticos monumentos de Lisboa e símbolo da cidade em todo o mundo. A Torre de Belém, em pleno Tejo, é uma visita obrigatória na capital.

1471
0
COMPARTILHE
Castro de Monte Mozinho

A construção da Torre de Belém, abaluartada, obedece a um critério racional de defesa do estuário do Tejo, implementado por D. João II, e englobado no plano mais vasto da reorganização geral das forças de terra e mar, plano esse continuado por D. Manuel I, e que viria a proporcionar os meios necessários, humanos e materiais, requeridos pela expansão promovida à escala planetária.

Torre de Belém
Torre de Belém

O projecto inicial abarcava um dispositivo integrado que compreendia, como meios fixos, a Fortaleza de Cascais, porventura atalaia e fortaleza avançada, a Torre Velha da margem sul e, em frente a esta, uma bateria, apenas fortificada, situada na zona onde mais tarde se viria a erguer a Torre de Belém.

Torre de Belém
Torre de Belém

Guarnecidas de grossas bombardas, o tiro cruzado constituía formidável obstáculo a todo e qualquer navio, corsário ou de nação beligerante, que tentasse forçar a Barra. Devido a algumas limitações, como seja a sua grande dispersão, cadência reduzida, alcance insuficiente, construiu-se, por isso e por outros inconvenientes, uma nau de 1000 tonéis, cheia de numerosas peças que complementavam o dispositivo defensivo com uma base de fogo móvel.

Torre de Belém
Torre de Belém

E como talvez se julgasse ainda insuficiente a total protecção, também se construíram caravelas equipadas de grossas bombardas, executando tiro de ricochete, técnica inédita até então, e que estariam em posição, prontas a intervir caso necessário.

Torre de Belém
Torre de Belém

Este era um plano de grande eficiência, porquanto durante cerca de 30 a 40 anos não se registam queixas das populações, antes vítimas de constantes depredações por parte de corsários de origem norte-africana e norte-europeia. Este plano inédito e pioneiro veio a ser seguido, mais tarde, em todo o território do Império Português de quinhentos, sobretudo no Oriente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here